segunda-feira, 13 de maio de 2013

O Sertão, Um Ser e a Solidão

“O sertão, um ser e a solidão é uma belíssima prosa existencialista, repleta de belos aforismos criados por Sandro Henrique Souza. Com passagens reflexivas e profundas, o autor vai percorrendo o sertão e o sentido do ser contido nas paisagens secas e solitárias. É uma leitura onde se deve atentar para a profundidade das frases e o jogo de palavras.”

A primeira edição saiu pela editora CBJE, do Rio de Janeiro.

"A arte é uma manifestação da alma."

"Literatura é a imortalidade da fala."

"A literatura é o pensamento dos espíritos que pensam."

"A literatura é o pensamento dos espíritos que pensam."